maldições

produção própria

1. Possas ser apanhado por uma crise do disenteria em teu carro a teu primeiro encontro com a pessoa por quem apaixonas.
2. Possas ficar fechado dentro dum elevador com Mike Tyson enquanto estás disfarçado/a de membro do Ku Klux Klan.
3. Possas cagar nas amoeiras, limpar-te com a urtiga e mijar num transformador elétrico.
4. Possas tragar uma pastilha de urânio confundindo-na com uma pastilha de alcaçuz.
5. Possas pôr a criança no forno e o frango no berço.
6. Possas casar com uma estrela do cinema pornográfico que leva a obra para casa.
7. Possa Silvio Berlusconi namorar loucamente de ti e fazer tudo para possuir-te.
8. Possas tornar-te muçulmano e ser admitido/a por uma fábrica de presunto.
9. Possas pedir a um Testemunha de Jeová o que pensa sobre a religião e possa ele responder-te.
10. Possas ficar fulminado por um choque eléctrico durante um apagão.
11. Possa un raio enjoar de golpeá-te e destruir apenas teu marca-passo.
12. Possa um touro confundí-te com sua vaca predilecta.
13. Possas ser o amante da esposa dum coronel dos carabineiros e que ele aperceba-se disto.
14. Possas ser atacado por apenas um piolho, mas tão grande como um cão rottweiler.
15. Possas ir à caça e disparar-te nos tomates, ir à pesca e apanhar um afogado, ir procurando cogumelos e apanhar a blenorragia.
16. Possa um cirurgião facial principiante utilizá-te como cobaia.
17. Possas emprestar tua casa a um realizador de horror sanguinários para rodar um filme.
18. Possas morrer de indigestão de salsichas e cerveja e descobrir que no além há Alá.
19. Possas ir a um encontro às cegas com Samantha e encontrar lá teu pároco.
20. Possa teu dentista aperceber-se do que tens uma relação com sua esposa enquanto está furando com broca teus dentes.
21. Possas ser designado "ejaculador precoce do ano".
22. Possas embocar em contramão a reta principal do circuito de Monza durante o começo do Grande Prêmio.
23. Possa o piloto do avião em que estás em vôo pedir-te conselhos em como deixar com o alcoolismo.
24. Possas aceitar um convite para jantar de teus novos vezinhos e descobrir demasiado tarde que são coprófagos.
25. Possas confundir com colírio um frasquinho de super-cola.
26. Possa tua cozinha cheirar a quarto de banho e teu quarto de banho cheirar a peixe frito.

outros autores

1. Peço mãe natureza que apodreça-te com hemorróidas, que dê-te dores de cabeça contínuos e náusea devastadora, que faça-te surdo e mudo, mudo mas não para sempre, porra! mudo mas não para sempre. Possa tua voz voltar esporadicamente por poucos segundos em que dizes bobagens imensas. Alex Drastico (Antonio Albanese))
2. Possas perder todos os dentes! Apenas um fique: pela dor de dente. citado por Ferruccio Folkel

maldições de Sgurgola

- Te pòzzino ammazzà prima che me ne scordo (Possam matá-te antes do que me esqueça disto).
- Vatte a fà ammazzà 'a nu bbufelo ca 'nde paga pì ggnende
(Possas ser matado por um búfalo, de manera que não te indenize)
- Pozzi còcia comme la scòla de Veroli
(Possas queimá-te como a escola de Veroli*) (*aldeia perto de Sgurgola)
- Vatt'a fa ammazzà denanzi alla porta de casa, così màmmeta 'nte va cerchènno
(Possam matá-te diante da porta da casa, de maneira que tua mãe não tem que ir procurando para ti)
- Te pozz'ammulinà comme la serpe
(Possas envenená-te como a cobra)
- Te pòzzino ammazzà, te e chigliu bboia che te régge all'érta
[possam matá-te, ti e aquele maroto que deixa-te segurar em pé (deus)]
- Diavolo pòrtio (e si nun po' tracìnio)
[diabo leve-lo (e se não pode arraste-lo)]

maldições biblicas

16 Maldito serás na cidade, e maldito serás no campo. 17 Maldito o teu cesto, e a tua amassadeira. 18 Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto do teu solo, e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. 19 Maldito serás ao entrares, e maldito serás ao saíres. 20 O Senhor mandará sobre ti a maldição, a derrota e o desapontamento, em tudo a que puseres a mão para fazer, até que sejas destruído, e até que repentinamente pereças, por causa da maldade das tuas obras, pelas quais me deixaste. 21 O Senhor fará pegar em ti a peste, até que te consuma da terra na qual estás entrando para a possuíres. 22 O Senhor te ferirá com a tísica e com a febre, com a inflamação, com o calor forte, com a seca, com crestamento e com ferrugem, que te perseguirão até que pereças. 23 O céu que está sobre a tua cabeça será de bronze, e a terra que está debaixo de ti será de ferro. 24 O Senhor dará por chuva à tua terra pó; do céu descerá sobre ti a poeira, ate que sejas destruído. 25 O Senhor fará que sejas ferido diante dos teus inimigos; por um caminho sairás contra eles, e por sete caminhos fugirás deles; e serás espetáculo horrendo a todos os reinos da terra. 26 Os teus cadáveres servirão de pasto a todas as aves do céu, e aos animais da terra, e não haverá quem os enxote. 27 O Senhor te ferirá com as úlceras do Egito, com tumores, com sarna e com coceira, de que não possas curar-te. 28 o Senhor te ferirá com loucura, com cegueira, e com pasmo de coração. 29 Apalparás ao meio-dia como o cego apalpa nas trevas, e não prosperarás nos teus caminhos; serás oprimido e roubado todos os dias, e não haverá quem te salve. 30 Desposar-te-ás com uma mulher, porém outro homem dormirá com ela; edificarás uma casa, porém não morarás nela; plantarás uma vinha, porém não a desfrutarás. 31 O teu boi será morto na tua presença, porém dele não comerás; o teu jumento será roubado diante de ti, e não te será restituído a ti; as tuas ovelhas serão dadas aos teus inimigos, e não haverá quem te salve. 32 Teus filhos e tuas filhas serão dados a outro povo, os teus olhos o verão, e desfalecerão de saudades deles todo o dia; porém não haverá poder na tua mão. 33 O fruto da tua terra e todo o teu trabalho comê-los-á um povo que nunca conheceste; e serás oprimido e esmagado todos os dias. 34 E enlouquecerás pelo que hás de ver com os teus olhos. 35 Com úlceras malignas, de que não possas sarar, o Senhor te ferirá nos joelhos e nas pernas, sim, desde a planta do pé até o alto da cabeça. 36 O Senhor te levará a ti e a teu rei, que tiveres posto sobre ti, a uma nação que não conheceste, nem tu nem teus pais; e ali servirás a outros deuses, ao pau e à pedra. 37 E virás a ser por pasmo, provérbio e ludíbrio entre todos os povos a que o Senhor te levar. 38 Levarás muita semente para o teu campo, porem colherás pouco; porque o gafanhoto a consumirá. 39 Plantarás vinhas, e as cultivarás, porém não lhes beberás o vinho, nem colherás as uvas; porque o bicho as devorará. 40 Terás oliveiras em todos os teus termos, porém não te ungirás com azeite; porque a azeitona te cairá da oliveira. 41 Filhos e filhas gerarás, porém não te pertencerão; porque irão em cativeiro. 42 Todo o teu arvoredo e o fruto do teu solo consumi-los-á o gafanhoto. 43 O estrangeiro que está no meio de ti se elevará cada vez mais sobre ti, e tu cada vez mais descerás; 44 ele emprestará a ti, porém tu não emprestarás a ele; ele será a cabeça, e tu serás a cauda. 45 Todas estas maldições virão sobre ti, e te perseguirão, e te alcançarão, até que sejas destruído, por não haveres dado ouvidos à voz do Senhor teu Deus, para guardares os seus mandamentos, e os seus estatutos, que te ordenou. 46 Estarão sobre ti por sinal e por maravilha, como também sobre a tua descendencia para sempre. 47 Por não haveres servido ao Senhor teu Deus com gosto e alegria de coração, por causa da abundância de tudo, 48 servirás aos teus inimigos, que o Senhor enviará contra ti, em fome e sede, e em nudez, e em falta de tudo; e ele porá sobre o teu pescoço um jugo de ferro, até que te haja destruído. 49 O Senhor levantará contra ti de longe, da extremidade da terra, uma nação que voa como a águia, nação cuja língua não entenderás; 50 nação de rosto feroz, que não respeitará ao velho, nem se compadecerá do moço; 51 e comerá o fruto dos teus animais e o fruto do teu solo, até que sejas destruído; e não te deixará grão, nem mosto, nem azeite, nem as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas, até que te faça perecer; 52 e te sitiará em todas as tuas portas, até que em toda a tua terra venham a cair os teus altos e fortes muros, em que confiavas; sim, te sitiará em todas as tuas portas, em toda a tua terra que o Senhor teu Deus te deu. 53 E, no cerco e no aperto com que os teus inimigos te apertarão, comerás o fruto do teu ventre, a carne de teus filhos e de tuas filhas, que o Senhor teu Deus te houver dado. 54 Quanto ao homem mais mimoso e delicado no meio de ti, o seu olho será mesquinho para com o seu irmão, para com a mulher de seu regaço, e para com os filhos que ainda lhe ficarem de resto; 55 de sorte que não dará a nenhum deles da carne de seus filhos que ele comer, porquanto nada lhe terá ficado de resto no cerco e no aperto com que o teu inimigo te apertará em todas as tuas portas. 56 Igualmente, quanto à mulher mais mimosa e delicada no meio de ti, que de mimo e delicadeza nunca tentou pôr a planta de seu pé sobre a terra, será mesquinho o seu olho para com o homem de seu regaço, para com seu filho, e para com sua filha; 57 também ela será mesquinha para com as suas páreas, que saírem dentre os seus pés, e para com os seus filhos que tiver; porque os comerá às escondidas pela falta de tudo, no cerco e no aperto com que o teu inimigo te apertará nas tuas portas. 58 Se não tiveres cuidado de guardar todas as palavras desta lei, que estão escritas neste livro, para temeres este nome glorioso e temível, o Senhor teu Deus; 59 então o Senhor fará espantosas as tuas pragas, e as pragas da tua descendência, grandes e duradouras pragas, e enfermidades malignas e duradouras; 60 e fará tornar sobre ti todos os males do Egito, de que tiveste temor; e eles se apegarão a ti. 61 Também o Senhor fará vir a ti toda enfermidade, e toda praga que não está escrita no livro desta lei, até que sejas destruído. 62 Assim ficareis poucos em número, depois de haverdes sido em multidão como as estrelas do céu; porquanto não deste ouvidos à voz do Senhor teu Deus. 63 E será que, assim como o Senhor se deleitava em vós, para fazer-vos o bem e multiplicar-vos, assim o Senhor se deleitará em destruir-vos e consumir-vos; e sereis desarraigados da terra na qual estais entrando para a possuirdes. 64 E o Senhor vos espalhará entre todos os povos desde uma extremidade da terra até a outra; e ali servireis a outros deuses que não conhecestes, nem vós nem vossos pais, deuses de pau e de pedra. 65 E nem ainda entre estas nações descansarás, nem a planta de teu pé terá repouso; mas o Senhor ali te dará coração tremente, e desfalecimento de olhos, e desmaio de alma. 66 TE a tua vida estará como em suspenso diante de ti; e estremecerás de noite e de dia, e não terás segurança da tua própria vida. 67 Pela manhã dirás: Ah! quem me dera ver a tarde; E à tarde dirás: Ah! quem me dera ver a manhã! pelo pasmo que terás em teu coração, e pelo que verás com os teus olhos. 68 E o Senhor te fará voltar ao Egito em navios, pelo caminho de que te disse: Nunca mais o verás. Ali vos poreis a venda como escravos e escravas aos vossos inimigos, mas não haverá quem vos compre.»
(Deuteronómio, 28)

maldições clássicas

5.42 callidus effracta nummos fur auferet arca, / prosternet patrios impia flamma lares: / debitor usuram pariter sortemque negabit, / non reddet sterilis semina iacta segis: / dispensatorem fallax spoliabit amica / mercibus extructas obruet unda rates.
Um ladrão astuto, arrombado teu cofre-forte, roubará tuas moedas, as flamas sacrílegas destruirão a tua casa avita, o devedor recusará devolver-te o empréstimo e o interesse, o campo estéril não devolverá a semente semeada, uma amante engañadora roubará teu administrador, as ondas submergirão teus navios carregados de mercadorias.
Marco Valério Marcial (aprox. 40 - 104) Epigramas (a tradução é minha).

 

Me desculpo por qualquer falha na tradução portuguesa:
se você deseja comunicar comígo para correções e/ou comentários,
escreva-me

página criada em: 9 de janeiro de 2011 e modificada pela última vez em: 7 de setembro de 2011